Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Casa Abençoada

Já todos vimos os filmes e ouvimos as histórias sobre casas assombradas; nada de novo nesse tema. Família muda-se para uma nova casa, coisas estranhas, sobrenaturais, começam a acontecer e ninguém se muda de casa. Eventualmente, mortes acontecem, fantasmas aparecem, espíritos revelam-se. Um padre entra na figura, chamam-se os caça-fantasmas, acende-se uma vela e no final resolve-se o problema. E se fosse isto que se tivesse a passar comigo, tudo bem, nem estávamos aqui a ter esta conversa. 

 

O problema é outro e muito maior. Além disso, muito pouco falado. É que em vez de uma casa assombrada, eu acho que a minha casa está abençoada.

 

Não, não estou a brincar. E desengane-se quem acha que isto é uma coisa boa. É que uma casa abençoada assusta-me muito mais que uma assombrada. Os efeitos são muito mais perturbadores, sem bem que agradáveis ao mesmo tempo. 

Ao contrário de todos aqueles filmes de terror, eu não me mudei recentemente para esta casa. Estou aqui há três anos. E até há cerca de uma semana atrás, nunca se tinha passado nada de estranho.

 

É que não conseguem perceber o meu stress... Não é a nenhuma bênção religiosa que me refiro, também. Comecei a notar pequenas coisas ao inicio, como a roupa arrumada na gaveta em vez de estar espalhada por cima da cadeira e da secretária, ou a loiça arrumada no armário.

Com o passar dos dias, coisas ainda mais estranhas foram acontecendo. A roupa começou a aparecer lavada e engomada, arrumada por cores e estilo. Pó? Nem vê-lo. Cama feita todos os dias, almofadas confortáveis apareceram no sofá. E não se ficou por aqui, quando já entrava em casa a medo, devido a toda esta estranheza, noto que houve mudanças na disposição da mobília, tornando a casa mais acolhedora, espaçosa e prática. Por esta altura já andava com suores frios e sempre com toalhas cheirosas para me enxugar. 

 

Estou aterrorizado, todos os dias vão havendo novas situações e eu estou com um nervosismo constante. Não entendo o que se está a passar. Já ouvi falar num poltergeist, agora num benfeitorgeist nunca. Estou a pensar em vender a casa, viver assim está a matar-me. Sempre à espera que aconteça algo de bom de repente, sem explicação. Já viram o terrível que isto é? O prazer de algo bom aliado ao terror do inesperado e inexplicável. Não aguento muito mais.

 

Nos últimos dias tudo piorou ainda mais. O jantar começou a aparecer feito, delicioso. Toda a casa cheira terrivelmente bem, uma fragrância como nunca aqui pairava antes, que até nos relaxa. Isto tudo numa semana só! Ontem trouxe cá um padre, para ver se podia dar um jeitinho. Mal entrámos fomos invadidos pelo delicioso aroma de uma fornada de deliciosas bolachas acabadas de sair do forno. Um fumegante bule de chá repousava em cima da mesa da sala, iluminada e aquecida pelas labaredas crepitantes da lareira. Isto tudo sem explicação. O sacana do padre sentou-se, descalçou-se e empaturrou-se de bolachas e chá. Ainda me bebeu um conhaque que nem sabia que tinha e me disse que tinha imensa sorte na vida, para a estimar bem, antes de ir embora. E eu fiquei na mesma, com uma situação cada vez mais grave para gerir.

 

O pior de tudo é que a minha namorada mudou-se cá para casa há uma semana, também. Estou com receio que isto possa vir a afectar a nossa relação. Até agora ela ainda não deu por nada, tenho sabido esconder bem esta situação toda, mas não sei durante quanto mais tempo consigo...

GHOST

Recebi hoje uma carta. Reparei que não estava endereçada a mim, mas a uma "Graciete Amável Texugueira". Acontece todos os dias, estar na posse de correspondência alheia, nada de especial (quer dizer, a mim não, que não sou carteiro). Perguntei-me se o carteiro tinha tido algum acidente, do género de ter-se afogado numa sandes de frango e ficado analfabeto, passando agora a colocar cartas em caixas de correio de modo aleatório. Mas não, a única coisa que ele me reportou foi que tinha queimado a careca a fazer parapente na Caparica e que agora não conseguia contar até dez sem se esquecer do sete e de saltar ao pé coxinho no nove. Mas isto agora não interessa.

 

Notei que a morada estava correcta. A minha morada, não a da Graciete. A menos que esteja viver uma mentira, uma vida em que me engano a mim próprio e na realidade sou a Graciete. Mas não estou, nem sou. Não vive nesta morada nenhuma Graciete, nem nunca viveu aqui nenhuma Graciete. 

 

3.jpg

 

Reparei que a carta já vinha marcada. Estranhei. Abri a carta. Reproduzo aqui o seu conteúdo.

 

Gabinete Holístico do Obscuro e Situações de Terror

(GHOST)

 

 

 

ASSUNTO: Erro na colocação

 

Exma. Alma Penada,

Venho desde já apresentar-lhe as mais profundas desculpas em nome do GHOST, por todo o inconveniente da situação. Posso garantir-lhe, etereamente, que estamos a par de toda a situação e a tratar de resolvê-la com a maior brevidade.

Ocorreu um erro na atribuição da sua colocação para efeitos de assombração. De acordo com o pedido efectuado, desejava ser colocada na casa amarela ao fundo da rua, antes da curva. Como já deve ter reparado, acabou por lhe ser atribuída uma licença de assombramento para a casa amarela da rua ao lado, depois da curva. Este erro deve-se única e exclusivamente ao GHOST, não a nenhuma falha da sua parte. 

Devido a estas circunstâncias, vai ter de ficar instalada na casa onde foi colocada. Dadas as directivas do GHOST, assim que um pedido é aceite e é concedida uma licença, o beneficiário fica encarregue de desempenhar as suas funções com efeito imediato. Para tal, até o erro com a sua colocação estar resolvido, vai ter que assombrar a casa e as pessoas que lhe foram atribuídas. O incumprimento destas funções pode levar à revogação da sua licença e impedimento de qualquer candidatura futura, bem como o encerramento imediato do seu estado espectral.  

Percebo que possa estar ansiosa para ver resolvida a situação e desiludida com o processo até agora, o qual não foi como prometido. O GHOST compromete-se a resolver rapidamente este imbróglio e asseguramos que não nos revemos neste infeliz acontecimento. O processo de recolocação deverá estar concluído dentro de seis a oito semanas. Pedimos que aguarde até ser contactada dentro do prazo estipulado. Esperamos todos que, passado esse tempo, possa finalmente começar a assombrar  - e passo a citar o seu pedido - «o cabrão do meu marido, que me deu uma paulada com um remo a tentar matar uma mosca na banheira».

 

Sem mais assunto, deixo-lhe uma pequena lista de sugestões e linhas gerais do que esperar e de como proceder na assombração, de acordo com as directivas do GHOST. Fica a nota de que não são regras, mas apenas indicações para melhor se orientar. 

- Não se preocupe com o seu assombrado. Este não pode fazer nada para lhe impedir, nem queixar-se a ninguém. A sério, a quem é que ele havia de ligar?;

- Movimentação de objectos ao calhas. É aconselhado que no início se fique pelas coisas mais pequenas e leves e gradualmente avance para outro tipo de objectos;

- Além de mover objectos, transporte-os para locais diferentes. Ex: em vez de atirar a televisão contra a parede, leve-a para dentro do frigorífico;

- Esconda todos os dias as chaves e carteira em locais diferentes;

- Faça muito barulho. Imite sons de animais selvagens ou use o conjunto de correntes complementar que lhe foi oferecido aquando a sua candidatura.

- As pequenas coisas são importantes: Deixe uma televisão acesa, retire o carregador de telemóvel da tomada quando este estiver a carregar, deixe uma janela ou uma torneira aberta, troque o sal opr farinha, o sabonete por heroína, etc.;

- Quando se sentir mais à vontade, pode fazer desaparecer por completo coisas como: jóias, dinheiro, uma meia de cada par, todas as tampas de coisas, gavetas... Pode, também, optar por queimar os tais pertencentes, numa bonita demonstração que passará por um efeito de combustão espontânea;

- Interfira directamente com chamadas telefónicas ou qualquer outra comunicação ou interacção do seu assombrado. Está provado que estragar relações ou oportunidades ao seu assombrado é motivo de grande prazer para o assombrador;

- Se o seu assombrado estiver com calor, abra uma janela e deixe entrar o sol;

- Espere até o seu assombrado estar na cama pronto a dormir e acenda uma luz no corredor. Quando ele se levantar para a apagar, feche a porta do quarto e tranque-a por dentro.

- Caso o seu assombrado tiver algum animal de estimação, não o viole. Compreendemos a tentação e o efeito assustador que incute, mas já tivemos problemas com isso no passado. Não queremos ter de lidar com mais um Casperdog.

 

Apenas umas linhas gerais de orientação. Sem mais assunto, despeço-me e desejo-lhe as maiores felicidades em nome do GHOST.

Com os melhores e etéreos cumprimentos,

 

Jamiro Coral

Bem, parece que vou passar por umas seis a oito semanas complicadas. E porque é que há tanta incompetência nas instâncias governamentais do além? Será porque são ocupadas por antigos governantes que já pereceram? E será que os fantasmas têm de continuar a cortar as unhas? Será que ainda engordam? Tantas perguntas.