Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Pika? Pika. Pikachu!

Dezenas de pessoas protestaram em Hong Kong contra a alteração do nome do Pikachu.

 

De quem?

 

Do Pikachu, sim, aquela espécie de rato amarelo que dá choques.

 

c333666e-c44d-4c16-9eee-842f445f2182_original.jpgNão, não é bem este...

 

À primeira vista, esta manifestação é só estúpida. À segunda vista, talvez, também.

Mas é à terceira vista que o caso se torna interessante, porque um dos defensores da manutenção do nome da criatura diz, e muito bem, que isto não se trata apenas de uma empresa de jogos de vídeo (Nintendo) a alterar o nome de um dos seus produtos (Pokémon), mas sim de um exemplo do constante branqueamento cultural por parte do governo chinês.

 

Todos nós sabemos que a liberdade de expressão e a veracidade dos factos na China são conceitos que devem ser encarados como o sal na comida: apenas q.b.

Por isso, é interessante ver esta tomada de posição por parte dos honcongueses (sim, é assim que se diz).

 

Em relação ao Pikachu - que agora querem que se chame Pikayao, ou lá o que é - não tenho muito a dizer, porque nunca fui muito fã da série.

Sempre preferi Digimon, que era mais hardcore e até algo sombrio.

 

bloody_ogremon.jpg Pelo menos mostrava sangue.