Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

O super-herói português

  Eu sei que as modas costumam demorar um bocadinho a chegar a Portugal, afinal só agora chegaram ao nosso país as versões tugas do "Jersey Shore" (embora raparigas e rapazes boémios, e, vá, porcos/as, nunca tenham faltado). Mas, mesmo assim, é um absurdo o tempo que estamos a demorar para nos metermos no negócio dos super-heróis. Sim, é verdade, há uns anos tivemos a introdução do super-vilão (anti-herói?), Renato Seabra aka o Saca-Bolas. E durante muito tempo o Sr. Cavaco atormentou muita gente com a sua super-idade e super-apatia. Mas, mesmo assim, parece-me que a idade dourada do super-herói português começa agora, com a introdução do Kapitão Kebab.

  Podemos ter demorado, mas pelo menos podemo-nos gabar da originalidade. Ninguém nos pode processar por estar a utilizar os direitos de autor de outros.

  E eu acho bem esta insurgência de justiça de rua, afinal a confiança nas capacidades das autoridades nacionais já não é o que era, e um homem que te defende com uma faca do Kebab ou um cabo de uma vassoura não tem nada a perder e sabe que só depende dele para se proteger a si e aos outros. É esse o tipo de coragem que eu quero nas minhas ruas. 

hero.jpg

 

 
  É favor alguém coser uma máscara para o senhor e talvez um Logotipo, ele merece.