Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Nasceu-me um Pokémon na pila.

Sim, eu percebo o entusiasmo em relação ao Pokémon GO. Parece ser um jogo divertido, pelo que consegui apurar através dos cinco minutos que o joguei.

Só que, infelizmente, esse jogo está a estragar-me a vida.

Porquê? Porque me nasceu um Pokémon... vá... na pila.

 

man_looking_down_pants.jpg

 Dei-lhe o nome de "Pokérzão", por razões óbvias.

 

Eu sei o que vocês vão dizer: que isso era o sonho de qualquer pessoa, que sempre quiseram que alguém procurasse a vossa pila como se de um Pokémon se tratasse, que eu já o devia ter apanhado tendo duas Pokébolas ali bem perto, etc. Isso é tudo muito giro.

Até considerarem que o Pokémon GO também é jogado por homens e por crianças, e que ter essas pessoas à procura do meu órgão não é propriamente a minha ideia de uma sexta-feira à noite ideal.

 

Depois, eu não sei bem qual é o Pokémon que está instalado no meu membro, até porque, como já disse aqui, passei um bocado ao lado dessa moda.

Sei que parece uma espécie de gato/extraterrestre roxo que tem um rabo esquisito e uma cintura da largura da da minha tia Gertrudes.

Mas deve ser raro, pelo interesse que despoleta.

 

Outro problema é que não dá para afastar-me dele!

Não posso dar só um passo atrás e o Pokémon ficar à minha frente, já separado da minha zona genital. Porque, como tenho uma pila mesmo muito grande, o algoritmo que escolhe os sítios onde colocar Pokémons encara o meio das minhas pernas como um ponto de interesse, e por isso o Pokémon acompanha-me a mim e à minha pila onde quer que eu vá.

 

Sim, eu sei, toda esta situação vos parece bastante engraçada...

Mas quando tiverem a campainha já rouca de tocar dia e noite porque até estrangeiros vêm à porta pedir para caçar o Pokémon que reside na vossa pila, vocês vão dar o devido valor ao meu sofrimento.