Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Je suis tout.

Entãããão, seus bonacheirões? Como vai essa barriguinha, cheia de chocolate? E esses índices de glucose?

Já falaram com a diabetes, ela já vem a caminho?

 

Bom, vamos parar com isto, que a galhofa em demasia também parece que faz mal à saúde.

Além de que é segunda-feira, e parece que é proibido por lei divertirmo-nos neste dia, ou não sei quê...

 

Ora, lembram-se de quando o Manuel Luís Goucha processou a RTP, em 2009, porque se sentiu ofendido com uma piada que fizeram no programa "5 para a Meia-Noite" na qual o classificavam como a "melhor apresentadora de televisão" do ano? Pois, parece que perdeu o processo.

Eu posso ser um parvalhão com poucos princípios, mas não tenho nada contra o Goucha. É um profissional que, a julgar pelas audiências e pela adoração que recebe todos os dias, faz bem o seu trabalho. Até diria que, pela sua influência e prestígio, é a nossa Oprah, mas corro o sério risco de ele se achar insultado.

A ter algo contra, tenho em relação a muitos dos conteúdos do "5 para a Meia-Noite", um programa que respeito pelo seu espírito inovador mas que, sinceramente, não aprecio. Até, e em em grande parte, pelo seu conceito de humor baseado em figuras públicas.

Só que, a haver trincheiras, neste caso, eu estaria do lado destes últimos.

Chamem-me "purista da piada", mas a verdade é que a piada, para mim, é só uma piada. Tanto pode fazer rir como pode ofender, mas isso vai depender da sensibilidade de cada um. Ninguém deve impedir que ela seja feita, tal como ninguém deve impedir que um artigo noticioso particularmente danoso para algumas partes seja escrito.

Nunca fui para a guerra - porque sou um inútil, no fundo -, mas se lá fosse e ficasse sem um braço não ia impedir as pessoas de fazer piadas sobre o "maneta". Sendo mais directo: também nunca fui homossexual, pelo menos que me recorde, mas penso que, se o fosse, também não me iria importar que dissessem que só armo confusão nos jogos de futebol para poder levar com os cacetetes. Seria uma piada estúpida, sem graça, mas apenas uma piada, de qualquer das formas.

No fundo, o que quero dizer é que sou pela liberdade. Não pela anarquia, pela liberdade.

A liberdade é a única que pressupõe que todos possam dizer o que quiserem, já que até na anarquia me podem dar paulada por dizer algo que alguém não goste (na liberdade, em princípio, esse agressor é condenado).

Isto tudo para dizer que odeio "drama queens" - sem segundas intenções de significado -, principalmente no que diz respeito a piadas.

Je suis Goucha.

Je suis 5pmn.

Je suis tout o que quiserem, desde que não me impeçam a mim de être.

je.png

2 comentários

Comentar post