Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Je Suis Hipócrita

Se eu acho que sou um hipócrita? Não. Se acho que toda a gente é hipócrita? Não. 

No entanto, se formos literalmente pela definição, então sim. Todos o somos. Não constantemente, mas todos o somos. 

 

Temos de parar de atirar a hipocrisia ao ar em qualquer circunstância, parar de acusar tudo e todos a qualquer movimento de hipocrisia. Nem tudo o é, ou pelo menos, de uma forma que mereça ser chamada à atenção. É claro que ela existe, e se eu fosse um imigrante a lutar e protestar contra a imigração, por exemplo, era uma grande hipocrisia da minha parte. Ou se fosse entrar numa carruagem no metro e passasse por um cego que estava a ter problemas em encontrar a porta mas não o ajudasse e, após ele gritar por ajuda, juntar-me ao coro de comentários de todas as pessoas, que passaram por ele e o ignoraram, sobre a vergonha que é a juventude e a perda de valores da sociedade, em que ninguém ajuda ninguém, que é uma vergonha... Isto, claro, depois de ter estado numa posição de ajudar e de ter feito absolutamente nada.

Mas não é destes casos que estou a falar. Isso fica para outro dia. Estou a falar de coisas mais simples, coisas em que todos erramos, coisas que acontecem dependendo das circunstâncias e que não significa que somos hipócritas. Temos de parar de ficar sentados à espera de algo para podermos acusar alguém. Por menos importância que tenha. Não impliquem com tudo. O que realmente importa vai perdendo valor ao trivializar tudo o que se passa. E é, também por isso, que cada vez mais há quem faça e diga o que quer, que se contradiga todos os dias e que chegue a presidente, ministro, chefe, candidato, etc... A hipocrisia passa a ser algo fácil de levar avante, algo comum que não afecta como devia, porque está tão generalizada em tudo o que é ataque, mesmo quando não devia. É sempre relativizada. Foquem no que importa e paremos de gritar hipócrita a tudo o que mexe. Até porque todos a praticamos. 

 

Todos queremos igualdade, mas esperamos ser tratados de forma diferente consoante a ocasião e a pessoa;
Ninguém gosta de ser gozado, toda a gente é contra fazer pouco de outros, mas todos já o fizemos. Já gozamos, já rimos, já rebaixamos de alguma forma, nem que seja só em pensamento;
Somos todos contra juízos de valor baseado nas aparências... no entanto, fazêmo-lo todos os dias. Quer seja em relação a uma peça de fruta, uma mesa, ou uma pessoa. Mesmo que não o queiramos, acontece;
A mentira é uma coisa má. Ninguém gosta de ser engando e somos contra a falsidade. Só que... toda a gente mente. Toda a gente já mentiu. Nem que seja sobre se tem fome ou não;
Somos todos contra a morte, contra o homicídio... Mas quem é que nunca desejou a morte de alguém? Quem é que nunca pensou em matar alguém?;
Somos todos contra a poluição, mas todos já poluímos de alguma forma;
Toda a gente é contra o roubo, a ladroagem, o furto... Mas sempre que se fala em ter super-poderes a maioria fala na invisibilidade, em parar o tempo, em teletransporte. E usar esses poderes para ter o que quiser, entrar num banco e sair com todo o dinheiro, ir a uma loja e buscar o que quer...

 

E muito mais coisas. Ninguém gosta de mexericos, no entanto, quem é que nunca o fez? Quem é que nunca comentou nada desse género? Isto faz de todos nós uns hipócritas? Em teoria, sim. Na realidade, não. Estas coisas não.
Por isso parem de acusar e juntar tudo no mesmo saco. Vamos concentrarmo-nos no que importa e deixem as pessoas viver a sua vida.

 

Vamos parar de atacar toda a gente por tudo e por nada, vamos parar de trivializar as acusações e vamos devolver a importância que merecem ter quando forem feitas. Paremos de viver em função dos outros e de tentar apanhar alguém no mais pequeno erro. Parar com a mesquinhez de pensamento.

 

Sejam simpáticos, sejam bem educados, tratem bem as pessoas, não as prejudiquem. Lutem quando for preciso, mas não criem motivos do nada só para o fazer.

 

No fundo, sejam boas pessoas. E usem desodorizante.