Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

De boas interpretações está o inferno cheio.

A pontuação, tempos verbais, semântica, ortografia, etc., é um tema já amplamente discutido por toda a gente, nada de novo a acrescentar sobre isso, nem é essa a minha intenção. Todos sabemos da sua importância, aqui só quero partilhar a minha última experiência pessoal com base neste tema.

 

Estava eu todo contente a meio do meu passeio e vejo uma mulher a segurar um pedaço de cartão com a seguinte mensagem:

Ajudem!

5 filhos para comer.

Ri-me.

Sim, a senhora precisa de ajuda e passa por necessidades, mas, ignorando esse pormenor, teve graça. Instantaneamente veio-me à cabeça a ideia que esta mulher, a passar por tantas dificuldades e com tantos filhos a seu cuidado, tinha encontrado a solução perfeita: livrar-se dos filhos. Garantindo que, assim, a vida ficava mais fácil, tendo só a si própria com que se preocupar. Inclusive, tinha arranjado uma solução diferente e criativa para resolver o seu problema. E eu achei graça a isto, a esta interpretação literal do que estava escrito. Ei, a culpa é dela...

 

 

Não me julguem ainda, sem ter lido o texto todo. Não sou um monstro, ok? Fiquei sensibilizado e fui ajudar a senhora. Posso gozar com uma situação e inventar alguma história na minha cabeça, mas isso não muda quem realmente sou ou aquilo que faço e acredito. Uma coisa não tem a ver com a outra.

Numa coisa a senhora tinha razão, é mesmo preciso ajuda!

 

É que ainda falta comer 2 e eu já não posso mais. Estou cheio até às orelhas, portanto se alguém ainda não tiver jantado e quiser aproveitar...