Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Cuidados Podológicos

Vou fazer uma pausa, na estupidez e nonsense que habitualmente trago para aqui, com um anúncio de serviço público.

 

O verão está a chegar, o sol desponta e as temperaturas aumentam. No sentido inverso, a quantidade de roupa que vestimos diminui. Corpos e pés destapados vão abundando as ruas. Tudo bem.
Agora, vamos lá ver... Sua senhoria tem todo o direito de usar sandálias. Nem é questão. Deixem esses pés livres para contaminarem o mundo, desfilem o vosso pé de atleta pela cidade, mostrem os céus ao vosso fungo, marquem território com a vossa pele caída. 

 

Contudo, já que vão exercer esse vosso direito, ao menos tenham um pouco de cuidado com essas patorras. É o mínimo que se pede e espera. Vivemos em sociedade, não somos animais selvagens – se bem que nunca vi uma pantera com as unhas desarranjadas; não estou a dizer que não existe, só que nunca o vi.

 

É assim, da mesma forma que têm o direito de andar com os pés ao léu, eu tenho o direito (e a vontade) de não regurgitar, em cima desses mesmos pés, o belo do geladinho que acabei de papar.

Não é pedir muito. Acho que é um objectivo fácil de concretizar. Basta manterem os pés lavados e com umas unhas decentes. 

 

Não é agradável estar num transporte público (locais já de si repletos com uma miríade de cheiros e visões incomodativas) e ainda estar "obrigado" a ver um par de pés num estado que só pode ser  justificado com o facto de pertencerem a uma bruxa que foi queimada vida, até certo ponto, e depois enterrada, em 1666, para, em 2016, regressar de novo ao mundo dos vivos e usar os pés como escavadoras para se desenterrar e voltar à superfície. Parte da sua vingança devia ser usar os pés para matar os descendentes daqueles que a condenaram tantos anos antes, só assim consigo perceber as enormes irregularidades nas unhas e a sua forma em ponta de lança. 

 

Ah, e já agora, usem o calçado adequado. Pelo vosso bem. Eu não sei se existe algum complexo ou algum problema com uma mulher ter pés de um certo tamanho (não sei mesmo), mas, minha senhora, você calça, claramente, um 40. Pare de espremer esse seu membro numa sandália de número 36. Não há nenhuma razão para o fazer, metade do pé está a sair por trás e pelos lados do seu calçado e apenas dá a impressão que o seu pé vai fazer uma audição para se tornar o novo símbolo/mascote da Michelin. 

3 comentários

Comentar post