Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

B'dia, putz.

Peço desculpa por não vos ter dito algo mais cedo, mas estive no Face.

Antes disso já tinha também passado pelo Insta para ver as vistas que os outros captam e ainda fui ao Snap tirar uma fotografia aos meus órgãos genitais.

 

E só depois me indaguei: mas por que raio é que eu estou a cortar o nome das redes sociais ao meio?!

 

Parece que é isso que nós fazemos normalmente, hoje em dia. Aprendemos uma palavra, usamo-la correctamente só para passar no teste da escola e depois usufruimos dela como quisermos, cortando-a logo pela metade ou suprimindo uma ou duas vogais.

Porque é que fazemos isso? Não faço ideia.

 

laziness.jpgPor preguiça, suponho.

 

Mas fazemo-lo, sim, e em relação às redes sociais a coisa torna-se especialmente chata. Porque só dizer metade do nome de uma rede social é cortar e mandar ao galheiro uma grande parte do trabalho que os criadores dessa mesma rede social tiveram para pensar numa denominação cool e hip para ela, que apelasse (principalmente) aos jovens.

O Facebook, o Instagram e o Snapchat são nomes imaginativos e completos, que contam uma história.

O Face, o Insta e o Snap são só nomes estú. Assim mesmo, estú. Sem mais nada.

 

Pronto, agora tenho de bazar.

Vou ao W.