Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Adeus, até um dia.

Cavaco Silva vai-se embora. Penso que já toda a gente ouviu falar disso. Não do país (infelizmente), nem sequer da Europa; apenas da presidência da República.

Ora, é tradição que, à saída, cada Presidente da República adorne o Palácio de Belém com uma pintura da sua fronha. É uma espécie de marcação de território, como fazem os animais. Só que, enquanto os animais marcam território com urina, os Cavacos desta vida fazem-no com uma pintura. Uma pintura feita de urina? Quem sabe. Dos artistas, já espero tudo.

Isto para dizer que, ao que parece, o retrato oficial do (quase) antigo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, foi pintado por um artista especializado em criar quadros de nudez e erotismo que remetem para a Antiguidade, Carlos Barahona Possollo.

Não quer dizer nada, eu sei! Afinal, as pessoas conseguem ter mais do que um talento de cada vez. Mas não consigo deixar de pensar que se perdeu uma grande oportunidade... Visto que Cavaco é, no fundo, também ele uma figura da Antiguidade, podia-se ter aproveitado a deixa para pintá-lo como veio ao Mundo (no ano 3.000 a.C.), e dar um ar mais moderno e descomplexado às paredes do Palácio.

Enfim, tudo por uma República com menos tabus.

2016-02-16-Cavaco.jpeg-2.jpg