Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

Queria? Já não quer?

Estabelecimento gerido por taberneiros armados em engraçados.

A beleza das palavras.

Palavras.

É só por isto que é composto um texto, um email, um blogue, um livro: de palavras.

 

Palavras curtas e palavras compridas. Palavras simples e palavras complexas. Palavras com muitas vogais, palavras com demasiados "s" e alguns "c". Palavras como "contabillista", "outorgar", "soporífero", ou, até mesmo, "cócó".

 

Qualquer linha de texto é composta por várias palavras que seguem em fila indiana. Resta-nos organizá-las de forma a fazerem sentido ou, pelo menos, a quererem transmitir uma ideia geral.

Se eu disser, por exemplo, que "Telefone de cacos xisto somos ali caneta estupendamente", componho uma frase. Não é uma boa frase, nem sequer uma frase coesa; mas não deixa de ser uma frase.

Já se eu disser que "No fim de semana vou comer-vos as sobrancelhas à chapada", continua a ser uma frase. Ainda estúpida, é certo, mas já com algum sentido.

 

Ora, e isto tudo para dizer o quê?

Que já escrevi mais um texto sobre porra nenhuma e vocês nem deram por ela.

 

Ha!